quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Far Cry 4

Plataforma: PC / Playstation 3 / Playstation 4 / Xbox 360/ Xbox One
Edição: Kyrat Edition
Lançamento: 2014
Editora: Ubisoft
Produtora: Crytek





Um do mais aclamados FPS's (First Person Shooter) esta de volta e desta vez para uma nova geração de consolas, Far Cry 4, é um daqueles jogos onde normalmente somos bombardeados com um grafismo impressionante e ainda diversão à mistura e este titulo promete exactamente isso, a história vai-se passar em Kyrat um país cheio de violência comandado pelo ditador Pagan Min e localizado algures nos Himalaias, aqui vamos ser Ajay Ghale, um herói improvável que irá ter de sobreviver a uma intensa guerra civil e a uma série de diversos acontecimentos imprevistos.

A Kyrat Edition apresenta-se com uma caixa com aspecto muito peculiar, começando pelo seu tratamento visual que ficou muito bonito com as cores utilizadas irem de encontro com as cores garridas daquela região fictícia e com cada um dos lados apresentando um símbolo diferente, ela vem com uma espécie de luva de papel na qual temos as informações do jogo e conteúdo que é facilmente removível deixando a caixa mais "limpa", a forma de abertura é feita através de uma pequena placa magnética, abrindo a caixa temos no interior muita arte a cores que serve de pano de fundo para a estátua, além disso temos uma gaveta que contém todos os restantes itens da edição, trata-se de uma peça elegante que ficará muito bem em exposição como item coleccionavel.

O caderno (diário) incluído parece à primeira vista um item muito interessante, ele é feito de um material a imitar couro, vem com um cordel com uma faca na ponta que serve para manter o caderno fechado e depois o conteúdo que eu julgava serem relatos do personagem principal ou até mesmo do vilão que dessem mais envolvencia à historia, não se trata de nada dessas coisas é um caderno com páginas em branco para nós escrevermos nele, fiquei desapontado com isso esperava algo mais relatos pessoais com ilustrações, enfim, apesar de ser uma peça de qualidade não deixa de ser algo que me deixa desapontado.

Os restantes itens incluídos são apenas papel, em um deles temos o mapa de Kyrat com indicações de todos os tipos inclusive a fauna que podemos encontrar e depois temos um poster alusivo ao regime de Pagan Min, tudo itens em papel de qualidade mas que certamente passariam por itens de oferta e não por itens de edição de coleccionador.

O jogo vem na sua versão limitada que conta com os DLC's Hurk’s Redemption Missions (3 missões com mais 60 minutos de jogo)m armas e skins para personagens.

A estátua do Pagan Min é a peça principal da edição, trata-se de uma peça de 20cm onde encontramos o vilão do jogo sentado num trono de pedra com o formato de cabeça de elefante, diga-se de passagem muito bem feita, já o personagem ficou com uma aparência estranha, a sua face não é em nada semelhante ao seu irmão digital, as mãos ficaram esquisitas, a pintura ficou razoável e os detalhes também não são nada de mais, o interessante mesmo são as armas espalhadas em volta do trono e munições no chão, na parte de trás da estátua encontramos uma pequena gaveta onde está um proverbio de Kyrat que sinceramente não sei se será alguma charada do jogo ou algo relacionado que podemos encontrar na aventura, de resto é uma estátua longe de ser das melhores que encontramos em edições do género servindo para fazer apenas o seu papel dentro do aceitável.

Conclusão


Uma edição muito simples que na minha opinião tem como melhor item a sua caixa que ficou muito bem feita e é de qualidade, depois, claro, a estátua que apesar de não ser das melhores consegue ser o que se destaca porque basicamente não temos mais nada de especial a não ser um poster e um mapa, uma edição que recomendo apenas a grandes fãs de Far Cry, aos restantes fiquem pelo jogo e poupem para edições melhores que surjam até ao final do ano e inicio do próximo.

Classificação

Nota Kyrat Edition 5/10


Video de Unboxing






Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário. Ele é importante
Volte sempre.